10 de setembro, 2012

Caros Amigos Usuários,

Após muitos pedidos dos nossos queridos usuários, publicamos este post/artigo sobre mercados de aplicação. Aproveite para elucidar todas as suas dúvidas.

Este artigo identifica e reúne os critérios adotados, ao longo do tempo, quanto à aplicação dos nossos pigmentos, corantes e dispersões em diversos setores.

Todos os nossos produtos atendem a uma infinidade de aplicações e segmentos, principalmente aos mais exigentes.

Atualmente, a Tríplice Cor atende o mercado de tintas e vernizes – base água e/ou solvente (tintas imobiliárias, tintas industriais, tintas automotivas e tintas em pó), assim como o mercado de plásticos, tintas gráficas e alguns mercados especiais, como por exemplo: domissanitários, escolar, TNT, entre outros.

Nossos produtos são altamente considerados pelos nosso clientes. Lidamos com os processos de custos de forma consciente, pois almejamos otimizar os nossos gastos qualitativamente/quantitativamente para facilitar ainda mais a comercialização dos nossos pigmentos, corantes e dispersões no mercado nacional e internacional.

Com produção 100% nacional a Tríplice Cor se diferencia da sua concorrência por desenvolver seu próprio método de pesquisa e análise, onde criamos e trabalhamos nossas idéias para levar até você um material de alta qualidade.

Maiores dúvidas, entre em contato conosco e solicite a visita de um representante comercial.

Atendimento:
Tel: 11 5641-0033
Email: vendas@triplicecor.com.br

Obs: Constituimos um usuário padrão com endereço de email fixo (site@triplicecor.com.br) com intuito de receber sugestões para o novo site e também para melhorar seu conteúdo editorial. Por favor, se você tiver alguma sugestão sobre algum conteúdo (site, twitter, youtube, facebook, slideshare, folder, etc), fale conosco. Será um enorme prazer conhecer um pouco mais sobre a sua necessidade.

3 de janeiro, 2012

12 de dezembro, 2011

Atualize seus dados para receber informações exclusivas ao seu nicho de mercado.




Queridos Leitores,

Estamos fazendo melhorias em nossa newsletter para que em 2012 você possa receber informações exclusivas para o nicho de mercado da sua empresa/fábrica.

Por favor, assim que possível, atualize os seus dados acessando o hotsite de cadastros da Tríplice Cor e preenchendo os campos solicitados (www.triplicecor.com.br/cadastrar).

A assinatura é gratuita e tem em sua normalidade um envio por mês.

Podem ficar despreocupados quanto ao sigilo dos seus contatos; as informações fornecidas são para uso único e exclusivo do Tríplice Cor.

Não fique de fora! Seu cadastro nos ajuda e é muito importante para a nossa comunicação.

Abraços, Patrícia Chagas (Marketing – Tríplice Cor)



6 de dezembro, 2011

Para aqueles que trilharam o caminho do sucesso junto conosco, fazendo parte do nosso dia a dia, desejamos um Feliz Natal e um Próspero 2012, com muita paz, saúde e conquistas.

Agradecemos à todos pelo respeito, dedicação e confiança depositada em nosso trabalho.

Esperamos que estes valores continuem cada dia mais presentes neste ano que se aproxima para que os bons frutos sejam compartilhados mutuamente.

São os votos da Equipe Tríplice Cor.

19 de novembro, 2011

Conheça a nossa nova linha de produção de dispersões pigmentárias em São Paulo – SP.

A nossa missão é fornecer soluções eficazes em dispersões pigmentárias, pigmentos e corantes para clientes do Brasil e exterior. Investimos muito em tecnologia e qualidade, crescendo com solidez, sem esquecer da responsabilidade e preocupação com o meio-ambiente.

Com modernas instalações para análise, fabricação e distribuição de corantes e pigmentos em todo o Brasil, a Tríplice Cor apresenta uma infraestrutura de excelência em uma ampla área fabril. Em nossa linha de produção executamos um rigoroso controle de qualidade onde cada produto é submetido a uma bateria de testes e análises junto ao laboratório antes de passar à finalização e comercialização.

 

Com modernas instalações para análise, fabricação e distribuição de corantes e pigmentos em todo o Brasil, a Tríplice Cor apresenta uma infraestrutura de excelência em uma ampla área fabril. Em nossa linha de produção executamos um rigoroso controle de qualidade onde cada produto é submetido a uma bateria de testes e análises junto ao laboratório antes de passar à finalização e comercialização.

1 de novembro, 2011


QUALIDADE TOTAL, ISO 9001/2008

A Tríplice Cor é uma empresa 100% nacional, especializada no desenvolvimento/fabricação de dispersões pigmentárias e comercialização de corantes e pigmentos. Com uma marca forte e reputação consolidada, conciliamos as demandas dos clientes com as mais novas pesquisas, recursos e tecnologias disponíveis no mercado.

Atuando no mercado de Tintas e Vernizes, Tintas Gráficas, Plásticos e Mercados Especiais, a Tríplice Cor mantém a garantia de qualidade, fornecendo aos clientes declarações de isenção de substâncias tóxicas, afirmando que os produtos não agridem o meio ambiente, a saúde humana ou animal.

O selo de Qualidade Total, denota que a Tríplice Cor acredita na melhoria contínua, pela qual tem buscado alcançar as melhores práticas estabelecidas, mostrando que a qualidade não é somente controlada, ela surge com o empreendimento, é construída durante o processo de produção e é entregue ao cliente junto com o produto final.

Persistência, transparência, inovação e responsabilidade social; esses são os nossos verdadeiros valores.

10 de outubro, 2011

Como já falado algumas vezes no nosso blog, em novembro próximo, acontecerá em São Paulo o mais importante evento do setor de tintas da América Latina e um dos principais no mundo, a ABRAFATI 2011.

A feira e congresso reúnem os principais fornecedores para tintas, que durante o evento apresentarão as novidades para o setor.

Este ano o foco estará voltado para a “Inovação e Sustentabilidade”, sendo apresentados os caminhos e as tendências, em termos de matérias-primas, produtos, processos, tecnologias, aplicações, impactos ambientais e muitos outros aspectos. É uma oportunidade única, que permite, ao mesmo tempo, o contato com a inovação, a discussão sobre a sustentabilidade, a prospecção de clientes, a realização de negócios, o networking e a interação entre técnicos e gestores.

Diante disso, a Tríplice Cor, como expositora (fornecedora) especializada no desenvolvimento e fabricação de corantes, pigmentos e dispersões; matérias-primas fundamentais para garantir a qualidade das tintas, aproveita o ensejo e o espaço de divulgação deste blog para deixá-los informados à respeito do assunto.

Neste post, iremos abordar um tema bem interessante, que alia a sustentabilidade (foco da ABRAFATI 2011) à utilização das tintas e consequentemente à escolha correta dos pigmentos e suas cores.

No artigo abaixo (retirado de: www.agencia.fapesp.br), podemos ver que a radiação solar é um dos mais importantes contribuintes para o ganho térmico em edifícios; e os comprimentos de onda refletidos por cada cor são fatores fundamentais para que a absortância solar diminua as cargas térmicas das edificações. Edifícios com baixo desempenho térmico têm por conseqüência, elevado consumo de energia.

Da radiação solar total que incide sobre um corpo opaco, uma parcela é refletida e outra absorvida. Essa relação é importante para a análise do fluxo de calor através do “envelope” (camada de cobertura) das edificações, dependendo fundamentalmente das propriedades termofísicas dos elementos construtivos que o compõem; neste caso específico – as tintas e suas cores. Portanto, o conhecimento dessas propriedades, é indispensável para a avaliação do consumo energético.

Para divulgar dados mais precisos e coerentes com a realidade do mercado nacional de tintas, este trabalho apresenta dados de absortância obtidos a partir de medições em espectrofotômetro para amostras pintadas com diferentes tipos e cores de tintas.

Como a escolha da cor da tinta não envolve custo extra, uma tinta refletiva externa é a característica arquitetônica de controle climático mais eficaz e a maneira mais viável de minimizar as cargas térmicas das edificações. No entanto, é preciso que os fabricantes de tintas imobiliárias divulguem dados de absortância solar para os consumidores.



Obs: Estudos realizados na Universidade do Porto (em Portugal) confirmam o fato de que as tintas podem ajudar a diminuir o consumo de energia. Durante as pesquisas observou-se a diferença de 12º C nas temperaturas a depender dos pigmentos utilizados nas formulações das tintas imobiliárias. O segredo está na introdução dos “pigmentos frios”, cuja utilização otimiza o consumo energético dos edifícos e em outras aplicações.



>> Veja o vídeo e saiba um pouco mais sobre este estudo.



Diante das atuais necessidades do mercado de tintas imobiliárias, a Tríplice Cor disponibiliza dispersões, pigmentos e corantes específicos para esta aplicação. A linha de dispersões pigmentárias ResthDisper traz uma variada gama de cores com propriedades que garantem a qualidade e durabilidade das caracterísiticas das tintas.

Para maiores informações entre em contato conosco através do e-mail: vendas@triplicecor.com.br. Se preferir, ligue para 11 5641-0033 ou acesse o site: www.triplicecor.com.br.

E não se esqueça! Estaremos na ABRAFATI 2011. Visite o nosso stand e confira de perto todas as novidades em corantes, pigmentos e dispersões para o mercado de tintas.

21 de setembro, 2011

Estaremos na Abrafati 2011 – 12º edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas.

“A Tríplice Cor fará sua estréia na Abrafati neste ano de 2011 para reforçar sua participação crescente no mercado de tintas e vernizes nestes mais de 12 anos de experiência.

Somos uma empresa especialista em dispersões para diversas aplicações, conciliando as necessidades de nossos clientes às mais novas pesquisas, recursos e tecnologias disponíveis no mercado.

Aproveitaremos esta participação para apresentar nossa linha de dispersões aquosas de pigmentos de alta performance (Resthdisper HP) para o mercado de Tinta Imobiliária, onde nosso cliente contará com pigmentos de alta solidez, independente de sua concentração no produto final.

Para esta linha temos: amarelo, vermelho e alaranjado; cores onde este mercado encontra uma maior dificuldade em obter uma solidez desejável em concentrações mais baixas e limpas. Além desta linha, reforçaremos nossa especialização nas dispersões aquosas de pigmentos orgânicos e inorgânicos e dispersões ecológicas; isentas de produtos que agridem o meio-ambiente, desenvolvidas por profissionais altamente capacitados e com vasta experiência neste mercado.

Contamos também com a parceira da Aakash, uma das principais fabricantes e distribuidoras de pigmentos, corantes e aditivos de altíssima pureza no mundo, com sede nos EUA e fábricas e parceiros na Índia e na China.”

Visite nosso stand e conheça um pouco mais da Tríplice Cor. Teremos um enorme prazer em atendê-lo.

Acesse também nosso site desenvolvido especialmente para Abrafati 2011. Onde você encontra as principais dicas para facilitar a sua visita ao longo dos 3 dias da feira.

Site especial da Abrafati: www.triplicecor.com.br/abrafati2011

7 de setembro, 2011

Veja uma prévia do nosso stand na Abrafati 2011 – 12º edição da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas.

Este espaço, criado exclusivamente para receber a visita de nossos parceiros, clientes e fornecedores, estará repleto de novidades para o mercado de pigmentos, corantes e dispersões pigmentárias; que revelaremos aos poucos até a semana do evento.

- Informações sobre a Abrafati 2011:
A feira acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro de 2011, das 12h às 21hs em São Paulo, no Transamérica Expo Center.

Acesse o hotsite: www.triplicecor.com.br/abrafati2011

 

24 de junho, 2011

24 de junho: Dia das Empresas Gráficas

Johann Gutenberg

Hoje é Dia das Empresas Gráficas, uma homenagem mais do que justa a Johann Gutenberg, criador do processo de impressão com caracteres móveis, mais conhecido como tipografia (foi um inventor e gráfico alemão que introduziu a forma moderna de impressão de livros, que possibilitou a divulgação e cópia muito mais rápida de livros e jornais).

Gutenberg revolucionou o mundo da impressão, dando à prensa outras funções que não fossem cunhar moedas, espremer uvas, fazer impressões em tecido ou acetinar o papel.

Foi em 1455, que Johann Gutenberg realizou seu grande sonho de pegar nas mãos um livro impresso com sua técnica inédita: a prensa de tipos móveis. Esse livro era nada mais, nada menos que o “Novo Testamento”. Que por sua vez, tinha acabado de ser traduzido pelo professor universitário, Martinho Lutero.

Os escriturários das repartições públicas ou estatais, também conhecidos como copistas, copiavam diversos textos e documentos à mão. Essa era a única forma para reproduzir uma obra literária para que mais pessoas pudessem ter acesso a eles. Com esse minucioso trabalho de escrever página por página de um livro, o preço de cada obra literária era equivalente ao de uma propriedade rural. Com o livro valendo uma fortuna, não existia muitos motivos para se aprender a ler e aquela sociedade, predominantemente rural, tinha a enorme maioria de sua população completamente analfabeta.

O uso de tipos móveis foi um marcante aperfeiçoamento nos manuscritos, que era o método então existente de produção de livros na Europa e na impressão em blocos de madeira, revolucionando o modo de fazer livros na Europa. A tecnologia de impressão de Gutenberg espalhou-se rapidamente por toda a Europa e mais tarde pelo mundo.

Prensa de Madeira

As empresas gráficas, atualmente, formam um vasto campo de atuação que agregam enorme valor a quase tudo o que compramos, decidimos e consumimos. Eles também contam com o auxílio do computador, uma ferramenta tecnológica que hoje tornou-se essencial à profissão.

Hoje, no dia da empresa gráfica, queria deixar essa reflexão histórica para mostrar como ela transformou o mundo, já no início, e como ela tem poder de fazer ainda muito mais do que podemos imaginar.

Impresso x Digital
Tem gente que gosta de fazer enormes discussões a respeito do dia em que o impresso será totalmente substituído pelo digital, mas acho que a melhor resposta para essa questão só pode ser dada pelo futuro. O que o presente nos revela é que constantemente as empresas gráficas buscam cada vez mais tecnologias e o mercado constantemente procura os seus serviços de forma intensa.

Máquina Gráfica

Assim como um cartão de visita, um folder também será mais bem visualizado quando está em suas mãos. Você deve saber que muitas pessoas ainda preferem imprimir um livro ou um texto qualquer que está no computador, para ter maior facilidade de leitura.

Talvez as pessoas que sugerem a futura substituição de todo trabalho gráfico para o trabalho digital desconsideram como seria difícil a vida de hoje sem as empresas gráficas. Essa realidade não é difícil de imaginar se olharmos para a história e nos remetermos à vida antes do grande invento de Gutenberg.

Esse texto é uma homenagem da Tríplice Cor aos parceiros gráficos que estão sempre colocando nossas cores nos seus trabalhos e processos. Essas empresas, atendem a um enorme campo para a atuação de diversos profissionais. Desde técnicos gráficos até profissionais de design que trabalham com artes gráficas.

Empresas Gráficas, parabéns pelo seu dia!


Pigmentos para Flexografia
Visando atender a demanda deste fabuloso mercado, a Tríplice Cor disponibiliza a linha de dispersões pigmentárias Resth Flex.

Esta linha foi especialmente destinada ao mercado de tintas flexográficas base água.

A ausência de substâncias tóxicas eliminam o forte cheiro dos solventes, atendendo desta forma às novas necessidades ambientais, agregando maior valor ao mercado de tintas gráficas.

Para conhecer melhor os nossos produtos, entre em contato através do e-mail: vendas@triplicecor.com.br ou, se preferir, ligue para a nossa central de atendimento 5511 5641-0033.

E não esqueçam…

Estaremos na ABRAFATI 2011!

 

13 de junho, 2011

Você realmente sabe como se faz uma tinta?
A resposta é simples: Resinas + Cargas + Pigmentos = Tinta

Imagine um mundo sem cores, onde tudo é preto ou branco, as casas, os carros e as propagandas. Não parece muito atrativo. E nesse momento nós percebemos o papel das tintas e corantes em nosso viver. Muitas pessoas acabam por pensar que tinta, é tinta e ponto! “Nasce” pronta como chega a nós, o que está longe de ser a realidade.

Usamos tinta para produzir arte, na indústria, na produção de automóveis, nas impressões gráficas, enfim, aplica-se a praticamente todos os mercados.

Para a tinta chegar ao ponto em que conhecemos é necessário ser produzida através da combinação entre resina, cargas e pigmentos, cada um desses elementos atua de forma específica na composição deste produto.

A resina serve para aglomerar as partículas dos pigmentos transformando o produto para o estado sólido e convertendo-o em película e age como “cola” entre o pigmento e a superfície. É a resina que determina o uso do produto e sua secagem.

As cargas servem para diluir as substâncias e auxiliar no ajuste na viscosidade do produto final, se dosadas de forma correta facilita a aplicação das tintas.

O Pigmento é o que colore a resina e determina se a tinta será vermelha, azul ou roxa, confere a qualidade ao produto final, portanto pode ser considerado como a alma da tinta. No geral é um pó fino, que precisa estar no tamanho correto, e ser de qualidade, pois influenciará diretamente na qualidade de aplicação da tinta pronta.  O pigmento pode ainda conferir características de resistência, poder de tingimento e cobertura ao produto.

A Tríplice Cor produz a linha Resth Paint de pigmentos orgânicos e inorgânicos para tintas, isentos de metais pesados que não apresentam migração e são resistentes termicamente e ante os solventes, apresentam ainda boa solidez a luz e intempéries.

Percebido que a tinta não é simplesmente tinta, mas uma substância importante no nosso cotidiano e afim de produzir um produto final de qualidade, para continuar colorindo nossas ruas e casas acesse o site da Tríplice Cor e descubra  a gama de cores e aplicações disponíveis em nosso catálogo.

17 de maio, 2011

Mercado de tintas deve crescer até 7% em 2011

O mercado brasileiro de tintas e vernizes deverá crescer até 7% em 2011. A previsão está pautada nos dados do setor consolidados em 2010, divulgados recentemente pelo Sindicado da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp).

No ano passado foi apontado aumento de 10,15% no consumo de tintas em relação a 2009, atingindo 438,4 milhões de galões do material, que totalizaram mais de 1,58 bilhão de litros. Os números também impulsionaram a criação de novos postos de trabalho: o nível de emprego aumentou 5,5% em 2010.

Os setores que impulsionaram o crescimento da venda de tintas no país foram o industrial, com 11% de aumento no consumo, o da construção civil, com aumento de 10%, e o automotivo, com aumento de 9% na venda de tintas originais e para repintura de veículos.

“As expectativas iniciais, do começo de 2010, giravam em torno de 4,5%. Por isso, os resultados são comemorados e expressam a capacidade da cadeia produtiva de tintas em acompanhar a retomada da economia como um todo”, destaca Airton Sicolin, assessor da diretoria do Sitivesp.

Embora satisfatório, o crescimento do mercado de tintas expõe o tradicional déficit na balança comercial do setor. Segundo dados do Sitivesp, as exportações brasileiras tiveram um crescimento de quase 20% em 2010, totalizando um faturamento de US$ 161,218 milhões contra US$ 134,842 milhões em 2009. Nas importações, os volumes apurados foram de US$ 264,654 milhões em 2010 e de US$ 212,209 milhões em 2009, representando um aumento de mais de 24%.

Pesquisa levantada pelo Departamento Econômico do Sitivesp, demonstrando as expectativas de vendas para o 2º trimestre de 2011 sobre o 1º trimestre de 2011, mostra que a maioria das empresas apontam para uma expectativa que vai de queda a um trimestre igual ao anterior. Da  amostragem   de  15  empresas  pesquisadas (22% das empresas associadas), 7  pertencem  ao  setor imobiliário, 1 de repintura automotiva, 3 de gráficas e serigráficas e 4 ao setor industrial.

Fontes: Sitivesp e PEGN

4 de abril, 2011

Pigmentos Fluorescentes

Retomando a tendência dos anos 80, as cores fluorescentes ou flúor, como são chamadas pelos mais íntimos dessa moda, não aparece apenas nos pequenos detalhes; cada dia mais está tomando as ruas e as prateleiras de todos os setores do mercado.

Os tons mais utilizados como laranja, rosa, azul, verde e amarelo estão esgotados em todos os lugares. Alternadas com cores pastéis e com cores menos vibrantes, os fluorescentes chegaram e conquistaram seu espaço na moda.

A Tríplice Cor, visando esta nova tendência, oferece ao mercado a linha ResthFluor H27.

Produto inovador, produzido com a mais alta tecnologia de polimerização por emulsão, onde são obtidas partículas homogêneas e esféricas, com tamanho médio de partícula de 1 µm, o que proporciona cores muito puras, com uma maior fluorescência e um excelente poder tintorial, sendo utilizado nos diversos campos de aplicação base água (tinta, têxtil, látex).

Desenvolvemos e fabricamos dispersões de pigmentos fluorescentes com cores extremamente puras e máxima densidade de cor. A nossa linha Resth Fluor é utilizada para o tingimento de diversos materiais. Tais como: plásticos, látex, TNT e produtos da linha escolar.

Entre em contato conosco. Teremos um enorme prazer em atendê-lo.

Atendimento:
- Telefone: 11 5641-0033
- Email: vendas@triplicecor.com.br
- Twitter: @triplicecor

22 de fevereiro, 2011

“Gostaria de pintar retratos que daqui a cem anos aparecessem como uma revelação (…) não por fidelidade fotográfica, mas antes (…) pela valorização dos nossos conhecimentos e do nosso gosto presente na cor, como meio de expressão e exaltação do caráter.” – Van Gogh

Van Gogh, um dos principais representantes da pintura mundial.

“A pintura está na minha pele.” Era assim que Vincent William Van Gogh, um dos maiores pintores do século XIX, referia-se a sua paixão.

Sua vida foi marcada por fracassos, crises de loucura, seu excepcional trabalho e pelo incondicional amor aos pobres. Ele falhou em todos os aspectos importantes para o seu mundo, em sua época. Foi incapaz de constituir família, custear a própria subsistência ou até mesmo manter contatos sociais. Aos 37 anos, sucumbiu a uma doença mental.

No dia 27 de julho de 1890, atirou em seu próprio peito. Foi levado para um hospital, mas não resistiu, morrendo três dias depois. Somente depois de sua morte é que o pintor foi realmente reconhecido por suas admiráveis obras. Sua fama póstuma cresceu especialmente após a exibição das suas telas em Paris, a 17 de Março de 1901.

Van Gogh é considerado como um dos pioneiros na ligação das tendências impressionistas com as aspirações modernistas, sendo a sua influência reconhecida por variadas frentes da arte do século XIX, como por exemplo o expressionismo, o fauvismo e o abstraccionismo. Suas obras eram famosas pela tonalidade rica em amarelo.

Infelizmente, estudos recentes mostram que Vincent Willem Van Gogh perderá a cor amarela que tão bem caracteriza suas obras. Uma de suas pinturas mais famosas, 12 girassóis – óleo sobre tela/1888, por exemplo, poderá ter seu amarelo de cromo transformado, progressivamente, em amarelo ocre e, depois, marrom.

Num período em que o artista holandês escolhia deliberadamente cores brilhantes para as suas pinturas de forma a conferir-lhes mais emoção, utilizava um amarelo feito a partir de um produto tóxico industrial utilizado por muitos artistas no final do século XIX. No entanto, cientistas descobriram que este tipo de pigmento amarelo se torna castanho quando na presença da luz do sol, em virtude de uma reação química anteriormente desconhecida.

De acordo com a edição online do The Independent, os investigadores utilizaram um raio X bastante poderoso, revelando que os átomos de crómio no coração do pigmento amarelo se alteraram, transformando o que era um amarelo brilhante numa cor castanho escura. O jornal científico Analytical Chemistry fala da reação química desencadeada pela luz do sol, que causa o desaparecimento do amarelo.

Ella Hendriks, do Museu Van Gogh de Amsterdã, na Holanda, disse que o estudo é muito importante: “Esse tipo de pesquisa de vanguarda é crucial para avançarmos em nossa compreensão de como as pinturas envelhecem e como devem ser conservadas para as futuras gerações.”

Os estudos realizados em Grenoble, na França, mostraram uma redução do cromo – especialmente notável na presença de compostos químicos que contêm bário e sulfeto.

Essa observação levou os cientistas a acreditar que “a técnica de Van Gogh de mesclar pintura branca e amarela pode ser a causa do escurecimento de seus amarelos”, diz o estudo. Os estudiosos analisaram até tubos de tinta conservados desde a época do pintor, nascido em 1853 e morto em 1890.

A opção de Van Gogh pelo uso de cores brilhantes é um de seus diferenciais em relação à tendência da época em usar cores que destacessem mais a realidade e menos a emoção.

A Tríplice Cor possui na linha Resth Print de pigmentos orgânicos e inorgânicos o amarelo Resth Print 2R PY 13, o amarelo Resth Print XIV PY14 e o amarelo Resth Print Y-12 PY 12 que são ideais para o segmento de impressão gráfica, pois, foram cuidadosamente selecionados levando em consideração seu alto poder de tingimento e transparência que são fatores determinantes nesse mercado.

Entre em contato conosco e solicite a visita de um representante comercial mais próximo da sua região.

Nossa fábrica está localizada em São Paulo, na rua Antônio do Campo, nº 116 – Pedreira / cep: 04459-000 – capital.

Central de Atendimento:
- Tel: 11 5641-0033
- Email: vendas@triplicecor.com.br
- Twitter: @triplicecor

Artigos Relacionados:
Veja no link abaixo um artigo sobre o Pigmento Amarelo da Tríplice Cor.

11 de novembro, 2010

Top Posts do nosso Blog de dispersões, pigmentos e corantes.

Após muitas solicitações por email, twitter – oriundas de diferentes partes do país, resolvemos diferenciar o post desta quinta-feira.

Você tem à sua disposição neste post os 7 principais artigos do nosso blog. Ou seja, os posts mais populares, lidos e comentados, relacionados a Resina Poliéster publicados em nosso blog – Blog da Tríplice Cor.

1º: Pigmentos utilizados para colorir o polietileno (PE)

2º: O que é Plástico Polietileno – PE

3º: O que é TNT – Tecido não tecido

4º: Pigmentos Fluorescentes

5º: Pigmentos Orgânicos

6º: Corantes e Pigmentos

7º: Dióxido de Titânio – Pigmento Branco

Agora que você já teve a oportunidade de dar uma espiadinha… Pode nos dizer se sentiu falta de algum tema do seu interesse???

Qualquer assunto relacionado ao mercado de dispersões, pigmentos, corantes e afins, poderá ser discutido em nosso blog.

Mande a sua sugestão, entre em contato conosco e faça comentários. Seu pedido é uma ordem!

Até mais!

20 de julho, 2010

Perguntas, solicitações, dúvidas, curiosidades, interesse… Esses são os inúmeros motivos pelos quais vocês, nossos fiéis colaboradores, entram em contato conosco através das mídias sociais; seja twitter, blog, formspring, email ou telefone. Enfim… O nosso feedback é e sempre será garantido!

Diante de tantos contatos (o que é muito bom), resolvemos fornecer informações sobre alguns assuntos que estão sempre surgindo. E para isso, vamos inovar!

Criamos um vídelog que será vinculado em nosso canal no youtube e na TV Tríplice Cor para facilitar a compreensão de todos vocês e fornecer informações de maneira mais rápida… instantânea!

Publicamos este post justamente para ajudá-los a compreender melhor o nosso mercado – Pigmentos, Corantes e Dispersões Pigmentárias.

Divirtam-se!

… Mas continuem curiosos e nos “encham” de perguntas. Estamos aqui para ajudá-los!

Até mais.


14 de junho, 2010

Para falarmos de ftalo, primeiramente é importante deixarmos claro que ftalo não é ftalato, são coisas diferentes. Como já citamos anteriormente, os ftalatos são compostos químicos não aprovados para alguns segmentos, e as linhas desenvolvidas pela Tríplice Cor possuem isenção desse elemento.

Os ftalos são componentes presentes na formulação do verde e azul ftalo, e se referem às famílias de pigmentos orgânicos muito importantes na atualidade. A complexidade desse material pode ser observada em sua composição; a do azul, por exemplo, é formada por 57 átomos: 32 de carbono, 16 de hidrogênio, 8 de nitrogênio e 1 de cobre.

As características químicas dos ftalos proporcionam vantagens de relevância para os fabricantes de tintas. Uma das preocupações desses fabricantes é a degradação das superfícies quando expostas a luz solar e ao calor, e o desbotamento provocado pela ação dos raios ultravioleta.

O verde e o azul ftalo possuem excelente resistência à ação solar e calor, pois a ftalocianina de cobre se destaca favorecendo a prolongação e tornando os pigmentos inalteráveis em sua cor por um período bastante grande.

O poder tintorial, que é a capacidade do pigmento de tingir certa superfície branca, é alto se relacionados aos demais pigmentos, assim como a ótima intensidade e resistência química; por isso, esses pigmentos são muito utilizados.

ftalocianina de cobre

ftalocianina de cobre

Dessa família podemos citar o verde PG7 disponível na linha Resth Chrom, Verde Resthchrom HG7, que é considerado o pigmento com maior poder de tingimento conhecido, e os azuis PB 15.0 Azul Resthchrom H15 e PB 15.1 e Azul Resthchrom HDA, que apresentam as propriedades citadas.

Estima-se que cada vez mais esses pigmentos assumam um papel de importância entre os pigmentos azuis e verdes pela durabilidade e acessibilidade.

Conheça mais dos pigmentos ftalos e dos outros pigmentos disponíveis na linha Resth Chrom.

13 de maio, 2010

Notícias de pigmentos e corantes pelo mundo

É muito comum vermos em filmes ou seriados europeus e norte-americanos, o latino americano e o brasileiro retratados como povos alegres e muito coloridos, sempre com casas muito bem enfeitadas e roupas vibrantes. Isso não é novidade, e vem sendo assim já há muito tempo. Agora as cores retratadas nos filmes passaram de verdade a fazer parte do cotidiano.

O momento é de colorir, e a tendência se confirma não só pelas vitrines de lojas multicoloridas mesmo no inverno. As evidências dessa onda de cor se estendem aos acessórios, mobiliários, interiores e fachadas das casas e prédio comerciais.

Acompanhando esse momento, está sendo desenvolvido um projeto de restauração de centros históricos. O projeto já colocado em prática coloriu os antigos casarões do bexiga, os prédios do pelourinho e toda a fachada da fundição progresso no Rio de Janeiro, tudo isso com a contribuição dos moradores locais que fazem o trabalho de pintura dos prédios. A próxima etapa do projeto pretende passar por comunidades no Rio de janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, levando cor e alegria para seus habitantes.

A redução do IPI, o aumento nos prazos de financiamento e a queda nos juros para materiais de construção colaboraram para que o aumento nas vendas de tintas chegasse a 23%, o segundo maior crescimento no segmento, ficando atrás apenas do cimento. E a expectativa continua positiva para todo o ano de 2010 visando os números positivos da construção civil. Leia reportagem completa aqui.

Dessa forma percebemos que por algum tempo o mercado ficará aquecido e a procura por corantes, pigmentos e dispersões, principalmente para tintas continuará em alta.

10 de maio, 2010

Já vimos em muitos outros posts que as cores, corantes, pigmentos e dispersões possuem papel de grande importância na dinâmica de nossas vidas. Portanto são temas de diversas pesquisas e notícias. Vamos fazer aqui um resumo das descobertas recentes nessa área.

Foi descoberto em Barcelona um pigmento raro e antigo chamado de azul egípcio ou azul de Pompeia. Durante os trabalhos de restauração em um altar da igreja de Sant Pere de Terrassa, os pesquisadores da Universidade de Barcelona descobriram restos do pigmento azul, considerado o primeiro pigmento sintético do mundo. Esse pigmento azul foi muito utilizado até o fim do Império Romano. Com aparência semelhante a do lápis-lazúli o azul egípcio era comumente usado para decorar objetos e murais. Geólogos afirmam que o mural pode estar ali há muitos séculos. O artigo da descoberta foi publicado no jornal Archaeometry. Leia a matéria na integra.

Ainda na área das descobertas, Segundo o artigo publicado no Journal of the American Chemical Society, pesquisadores trabalham no desenvolvimento de um novo pigmento azul proveniente do óxido de manganês. Se comprovada a utilização do pigmento, seria possível produzir pigmentos menos agressivos ao planeta e de baixo custo de fabricação. Veja aqui detalhes da reportagem.

Outra aposta dos pesquisadores para o mercado de tintas são as chamadas tintas do futuro e os estudos relacionados à psicologia das cores. Já estão sendo desenvolvidas tintas que recriam o aspecto dos quadros negros, tintas imantadas, anti-ferrugem e até tinta anti-insetos. Na área da psicologia das cores os estudos voltados principalmente para os bebês, tentam criar ambientes propícios para seu desenvolvimento, demonstrando que as cores vivas como o vermelho e azul os estimula, cores intermédias como o rosa e o amarelo acalmam, e as cores suaves como azul céu e amarelo pastel causam o efeito de bem-estar. Leia mais.

Além da beleza, as cores ainda podem servir como forma de expressão e protesto pacífico. Foi o que aconteceu na Alemanha, um cruzamento de um dos principais pólos culturais de Berlim se tornou uma obra de arte coletiva. Litros de tintas laváveis foram despejados na frente dos carros que obrigatoriamente distribuíram com seus pneus o líquido formando um painel a céu aberto. O art attack ainda contava com folhetos divulgando as propriedades laváveis, biodegradáveis e orgânicas das tintas.Confira mais imagens.

Logo mais traremos mais notícias, novidades e curiosidades do mercado de tintas, corantes e pigmentos correntes no mundo.